Lady Gaga canta hino dos EUA em posse de Joe Biden e se emociona

Lady Gaga canta hino dos EUA em posse de Joe Biden e se emociona

A cantora Lady Gaga canta o Hino Nacional dos EUA durante a posse de Joe Biden como 46º Presidente dos Estados Unidos na Frente Oeste do Capitólio dos EUA, em Washington, nesta quarta (20)   — Foto: Brendan McDermid/Reuters

A cantora Lady Gaga canta o Hino Nacional dos EUA durante a posse de Joe Biden como 46º Presidente dos Estados Unidos na Frente Oeste do Capitólio dos EUA, em Washington, nesta quarta (20) — Foto: Brendan McDermid/Reuters

Lady Gaga cantou o hino dos Estados Unidos durante a cerimônia de posse de Biden como presidente nesta quarta (20) e se emocionou ao final da apresentação.

A cantora fez uma performance poderosa. Ela foi acompanhada pela banda dos fuzileiros navais. Gaga vestiu blazer preto e saia vermelha, acompanhados de um broche dourado com o símbolo da paz. No Twitter, Gaga comentou a escolha: “uma pomba carregando um ramo de oliveira. Que todos nós possamos fazer as pazes uns com os outros.”

01:56/03:01

VÍDEO: Lady Gaga canta hino nacional americano na posse de Joe Biden

Jennifer Lopez cantou a música “This land is our land”. Durante a apresentação, a cantora recitou em espanhol parte da “Pledge of Allegiance”, que é um juramento feito pelos americanos à bandeira em cerimônias cívicas: “Uma nação abaixo de Deus, indivisível, com liberdade e justiça para todos”.

Americana de origem porto-riquenha, Lopez foi uma importante voz sobre os impactos da pandemia de coronavírus sobre a comunidade latina.

Jennifer Lopez se apresenta durante a posse de Joe Biden como 46º Presidente dos Estados Unidos na Frente Oeste do Capitólio dos EUA, em Washington, nesta quarta (20)   — Foto: Kevin Lamarque/Reuters

Jennifer Lopez se apresenta durante a posse de Joe Biden como 46º Presidente dos Estados Unidos na Frente Oeste do Capitólio dos EUA, em Washington, nesta quarta (20) — Foto: Kevin Lamarque/Reuters

O encerramento ficou a cargo de Garth Brooks, cantor country que entoou “Amazing Grace”. Escrita em 1772, poucos anos antes da Independência americana, a música é um hino sobre a salvação cristã muito entoado em cerimônias oficiais nos EUA.

Apoio na campanha

Lady Gaga já havia assumido o lado de Biden durante a campanha, pedindo votos para o então candidato democrata nas redes sociais. Além disso, ela também participou de um comício na véspera das eleições em Pittisburgh, na Pensilvânia, e elogiou o amigo.

“Para todas as mulheres, e todos os homens com filhas, irmãs e mães, todos, não importa como você se identifica, agora é sua chance de votar contra Donald Trump, um homem que acredita que a fama dele lhe dá o direito de agarrar uma das filhas de vocês, ou irmãs, ou mães, ou esposas, por qualquer parte do corpo delas.”

“Votem em Joe, ele é uma boa pessoa.”

Joe Biden conversa com Lady Gaga durante comício em Pittsburgh, na Pensilvânia, no dia 2 de novembro de 2020 — Foto: Andrew Harnik/AP

Joe Biden conversa com Lady Gaga durante comício em Pittsburgh, na Pensilvânia, no dia 2 de novembro de 2020 — Foto: Andrew Harnik/AP

Amizade, campanha e Oscar

Lady Gaga e Joe Biden se conheceram durante a campanha “It’s On Us”, contra assédio e abuso sexual. Biden comandava a campanha da Casa Branca, e Gaga se tornou uma voz importante sobre o tema quando denunciou, em 2015, o estupro sofrido aos 19 anos.

Em 2016, foi Biden quem introduziu a apresentação de Gaga na cerimônia do Oscar. Ela cantou “Til it happens to you”, tema do documentário “The Hunting Ground”, sobre casos de agressões e abusos sexuais em universidades americanas. Na cerimônia, Biden ainda era vice-presidente e chamou a cantora de “amiga querida”.

Depois disso, os dois passaram a promover a campanha pelos Estados Unidos e chegaram a se apresentar juntos em algumas universidades.

Em 2017, se encontraram mais uma vez para encorajar as vítimas de violência a denunciarem seus agressores. Em vídeo, Biden disse que a cantora “não era apenas uma grande amiga, mas também uma feroz advogada”. “Lady Gaga tem sido a voz das pessoas que foram esquecidas e das pessoas que foram abusadas. Ela mostrou enorme coragem”, elogiou.

Deixe uma resposta